quinta-feira, 23 de abril de 2015

Amigos x Colegas x Conhecidos

Oie!

Vamos bater papo hoje???


Já dizia a nossa mãe, cuidado com as pessoas que você anda por aí hein...eles não são seus amigos!

Eu ficava pensando nisso, e me perguntando pra que diacho ela ficava repetindo isso sempre e sempre, não que eu fosse de andar com qualquer um, e nunca andei, então porque tudo isso? Sempre achei excesso de proteção, mas hoje entendo o quanto isso faz sentido!!

Conto nos dedos das mãos os amigos que eu tenho (ou eu acho que tenho)! Sou uma pessoa intensa, não sei ser mais ou menos, ser um pouquinho, ser talvez, ser duvidosa, e nunca consegui lidar com pessoas mais ou menos, com pessoas que não se importam de verdade e que fazem pouco caso de alguém simplesmente por estar vivendo outra fase, ou se consideram superiores demais ou felizes demais ou ocupados demais para ter qualquer tipo de contato...eu não sou assim, sou vira-latas mesmo, tenho tempo pra tudo e pra todos, curto fases diversas da minha vida ou da vida do outro...acho muito bacana a diversidade da vida! são muitas coisas acontecendo e muitas vezes você enxerga de forma simples o que o outro julga ter uma enorme complexidade...e assim se ajudam!

E o barato é que nem precisa ser um amigo de décadas...já recebi conselhos de pessoas totalmente desconhecidas, e que morrerão desconhecidas já que cumpriram o seu papel passageiro na minha vida! Assim eu fiz também a várias pessoas!

A gente aprende que na sociedade em que vivemos temos quatro tipos de pessoas que passam por nós: 
1 - Os desconhecidos, que passam por nós todos os dias, pessoas diferentes e diversas imersas em suas próprias vidas e preocupações...pessoas as quais transpassamos sem problema algum.
2 - Os conhecidos, que são nossos vizinhos, o padeiro de sempre, o jornaleiro de sempre, aquelas pessoas que você encontra sempre e cumprimenta, sabe pelo menos o nome e o mínimo possível de suas vidas.
 3 - Os colegas, de trabalho, da academia, da escola, da faculdade...são pessoas as quais você interage quase todos os dias ou todos os dias, são aqueles que você troca um pouco mais de informações, superficiais e cotidianas, não se pode dar muita confiança, mas sim devemos valorizá-los!
4 - Os amigos, são aqueles que frequentam a sua casa, vocês se conhecem mais a fundo, a geladeira tem acesso livre, são aquelas pessoas que a gente ama tá perto, se tá longe faz falta dá saudade e quando encontra tudo é alegria. Amigo não julga, conhece seus medos e fraquezas, tá contigo na alegria e na tristeza...cada um tem um jeito de ser amigo, o importante é que são pessoas que estão com você sem inveja (salvo a inveja declarada!rs) , sem julgamentos, sem cobranças ou com cobranças e daí?, enfim, é aquela pessoa a qual você pode ser você mesmo sem ressentimentos e insegurança. Normalmente é uma pessoa confiável.

E aí veio a internet bagunçando tudo na cabeça das pessoas! De repente todos se tornaram amigos, todo mundo se conhece, tudo é lindo e todos são felizes! Só que não!!! rs
Posso dizer isso com toda certeza, já que tenho muitas "amizades" virtuais, algumas beeem antigas (coisa de 10 anos! O.O), outras nem tanto, outras passaram pra realidade, umas terminaram e outras continuam...e muitas outras que virão! Até marido eu arrumei na internet!! Ou seja, uma parte de mim é virtual sim!

Mas e aí? São amigos mesmo ou não? A minha opinião é que depende muito!

Hoje em dia vivemos uma época de verdade absoluta, ninguém respeita ninguém, ninguém compreende ninguém, ninguém é "obrigado". E as relações virtuais acabaram mudando, não existe mais preocupação nenhuma com o outro...muita gente sequer dá tchau ao final de alguma conversa, quem dirá se importar com o sentimento do outro que está do outro lado da telinha! 
Existe sim amizades virtuais verdadeiras, mas nunca você deve confiar, ter esperanças, acreditar em tudo, e principalmente, esperar que o outro tenha comprometimento...porque vocês podem trocar confidências, mas ao desligar o computador, acabou! Se ele encher o saco, ele te deleta com um clique e pronto, acabou! É uma falsa sensação, na minha opinião, uma falsa intimidade, porque na verdade não passa de uma amizade virtual...onde você não sabe realmente como a pessoa se sente e se expressa, você realmente não conhece a fundo pra chamar de amigo de verdade!

Valorize aqueles que estão perto de você, viva mais o real, aquilo que você pode ver e sentir. Se atente ao que seu filho ou filha faz no computador ou no celular, pois tem muita gente ruim por aí...e gente ruim não é apenas aquele que faz maldades...tem coisa que se fala que realmente magoa, mesmo sendo de um desconhecido. 
Estive conversando com um leitor do blog outro dia que me alertou de diversos perigos, é real, acontece mesmo, mas eu respondi a ele que apesar de parecer que eu posto tudo sobre a minha vida ou o que faço, na verdade o que eu posto ou o que eu converso com "amigos virtuais" trata-se apenas de 1% da minha vida real...ou seja, quem me julga por algum motivo, é certo que esteja equivocado! Mas todos são bem vindos, minha rede social é social mesmo, adoro papear bobagens do dia a dia, compartilhar conhecimento, trocar cultura, falar de bicho, de gente, de filho, de natureza...falar do tempo! ;)

E você? Tem muitos amigos, colegas ou conhecidos? E amigos virtuais?