quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Meu Joelho...

Oie!

Já tem quase um mês que eu fui ao médico e descobri um probleminha muito chatinho no joelho, problema esse que sem tratamento vai me atormentar pro resto da vida...

Desde sempre não tenho ossos muito fortes, apesar de consumir bastante cálcio, sempre tive uma coisinha ali e outra aqui, nunca quebrei nenhum...já desloquei o pulso só...mas já tive tendinite em várias partes, a lombar tem uma semi hérnia de disco, enfim....sou uma velha! rs

Pelo que eu entendi, depois da tendinite que tive no joelho eu deveria ter feito fortalecimento com musculação (eu nunca entendi isso...era pra eu estar com a perna da Graciane, será?), entrei e saí de academias, sempre preferi a escada, justamente pra não ficar parada, mas não deu jeito. Estou com uma Condropatia, causada por Condromalácia Patelar....calma que eu vou explicar esse palavrão!

Condropatia  É uma doença das cartilagens. A contropatia é um termo muito usado na descrição de exames de imagem como ressonancia, onde o radiologista não sabe exatamente a doença que está provocando a lesão na cartilagem e as alterações nesse tecido são descrito como uma cartilagem doente ou simplesmente " condropatia ". Uma das causas mais frequentes da condropatia é a condromalácia.

Condromalácia Patelar - (também conhecida como síndrome da dor patelo-femoral) consiste em uma patologia crônica degenerativa da cartilagem articular da superfície posterior da patela e dos côndilos femorais correspondentes, que produz desconforto e dor ao redor ou atrás da patela. É comum em jovens adultos, especialmente jogadores de futebol, ciclistas, jogadores de tênis e corredores.A condromalácia patelar refere-se ao joelho que foi estruturalmente danificado, enquanto que o termo mais genérico síndrome da dor patelo-femural se refere aos estágios iniciais dessa condição, na qual os sintomas ainda podem ser completamente revertidos. Porém, eventualmente, mudanças causadas por reações inflamatórias internas da cartilagem produzem um dano estrutural muito mais difícil de ser tratado.


A definição é mais preocupante do que a realidade, o joelho dói e perde a firmeza para apoio, algumas atividades passam a ser um pouco mais doloridas, como dirigir por muito tempo...fica aquela dorzinha chatinha que não passa. 

Tomei um anti-inflamatório, e o médico passou também um medicamento para ser tomado por 6 meses, a bula diz que ele regenera as cartilagens...mas pense num medicamento caro e de gosto ruim minha gente!!!! Além disso estou fazendo fisioterapia, que faz o tratamento para dores com um ultrassom, um aparelho do choque, que eu não sei o nome, e fortalecimento (Graciane que se cuide!rs).

Patricia Gidi
O aparelho de choque é o que tá no joelho, o ultrassom é esse azul do canto.

Pelo que eu andei lendo, não há uma causa específica, e sem tratamento a doença tende a piorar e limitar muito a vida da pessoa. Mas eu estou me tratando direitinho, espero ficar 100%!!!